(Foto: Reprodução)

A Câmara de Vereadores de São Paulo estuda ampliar o auxílio emergencial municipal para 1,7 milhões de moradores da cidade.

Os parlamentares da base aliada e da oposição defendem estender o benefício para os integrantes das 137 mil famílias que estão na fila de espera do Bolsa Família.

Na semana passada, a Câmara aprovou em primeira votação o projeto de auxílio encaminhado pelo prefeito Bruno Covas.

A proposta mantinha as regras que foram definidas no ano passado: R$ 100,00, por três meses, para cada integrante das 420 mil famílias inscritas no Bolsa Família.

O presidente da Câmara, Milton Leite, adiou a votação final para a terça-feira que vem esperando um consenso sobre o projeto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome